2

 

Durou cinco meses e 16 dias a passagem de Diego Aguirre pela Cidade do Galo. Anunciado em 3 de dezembro de 2015 como técnico do time para a temporada 2016, o uruguaio se desligou do clube nesta quinta-feira, após a eliminação para o São Paulo, na Copa Libertadores. Apesar do triunfo por 2 a 1, no Independência, o Atlético não chegou à semifinal, por ter sofrido um gol como mandante.

Na tarde desta quinta-feira, o técnico disse que foi ele quem tomou a decisão de pedir pra sair antes mesmo dos duelos contra o time paulista. O uruguaio não deixou claro quais foram os motivos.

“Falei para o Daniel (Nepumoceno, presidente do Atlético-MG) que queria deixar o clube há algumas semanas já. Ele me pediu pra esperar jogos importantes, como contra o Racing. Achei justo e combinamos que quando acabasse eu deixaria. Agradeço a todos no clube, foi uma experiência excelente”, falou Aguirre, em coletiva.

“Eu e Diego, quando conversamos hoje, fizemos questão de vir os dois juntos falar com a imprensa. Quando se tem relação pessoal, temos que caminhar juntos nos momentos bons e ruins. Não tenho muito a dizer. Ele me procurou há algumas semanas, ainda nas oitavas de final, ele compreendeu. Ele deixa muitos ensinamentos, é um treinador moderno e competente. Ainda não falei com nenhum outro treinador”, declarou Daniel Nepumoceno, presidente do clube.