2

Diante das diversas dificuldades enfrentadas pelos municípios com a crise financeira e hídrica, a Câmara Municipal de São João do Cariri decidiu congelar os salários dos vereadores, prefeito e vice-prefeito até 2020.

A presidência da Câmara tomou a decisão de colocar o projeto em pauta antes das eleições como orienta o Tribunal de Contas do Estado. O projeto apresentado pela mesa propôs o congelamento do teto do salário de prefeito que atualmente é R$ 11.000,00; além do vice-prefeito, R$ 5.500,00; secretários, R$ 2.500,00 e vereadores que corresponde a R$ 3.000,00.

De acordo com o presidente da Câmara, Helder Trajano, o congelamento dos salários foi aprovado por unanimidade em um consenso entre oposição e situação, tendo em vista que atualmente a Câmara nem consegue pagar o teto atual e também por conta do momento vivido pelo país, além das dificuldades financeiras enfrentadas pelos municípios.

“Como presidente recebi a indicação do TCE para colocar em pauta o projeto que trata dos subsídios dos vereadores, secretários, prefeito e vice-prefeito antes das eleições, e assim o fiz. Percebendo a crise atual e com a consciência que nós políticos devemos dar o bom exemplo decidimos em comum acordo congelar os nossos salários, bem como do prefeito, vice e secretários até 2020”, disse Helder.

Com essa atitude a Câmara Municipal de São João do Cariri demonstra austeridade e compromisso com a população. Enquanto isso em Serra Branca, por exemplo, a população encontra-se revoltada com uma proposta de aumento de salários apresentada pelo presidente Hércules Holanda que pode ser votada na próxima sexta-feira (25).

Com Paraíba Mix