Por volta das 13h desta segunda feira (25) de Janeiro em Sumé deu entrada no Hospital e Maternidade Alice de Almeida Ivonaldo de Sousa Barbosa de 45 anos, residente próximo  a UFCG no Bairro Frei Damião, com perfurações de punhal.

Ivonaldo é mais conhecido em Sumé como Belezinha, já foi vigilante de rua durante muitos anos na cidade. O acusado da tentativa de homicídio é Sebastião de Oliveira 44 anos, conhecido como Bastião ,vindo de Santa Cruz do Capibaribe ,pescador e dizia as pessoas que era natural do estado de Alagoas.

Ivonaldo em entrevista exclusiva a Rádio Cidade afirmou que o Bastião queria ficar com a mulher dele e sempre a assediava. Hoje embriagado Bastião teria tentado invadir a sua residência quando foi retirado no local aos empurrões e pauladas por Belezinha. Já na porta Sebastião puxou um punhal e desferiu um golpe no pescoço e outro na perna de Belezinha.

Belezinha foi socorrido para o Hospital de Sumé e será transferido para o Hospital de Trauma de Campina Grande ,pois já perdeu muito sangue.Mas não conseguiu chegar faleceu no caminho.

Batista foi preso rapidamente pelos Policiais Militares da guarnição de Caraúbas o Sargento Afonso e o Cabo Bomfim que o encontraram a caminho do sítio Riachão em Sumé, em um matagal. O sargento Bonfim disse que ele não reagiu a prisão e foi preso em flagrante .

A Polícia agora deverá identificar o  autor da tentativa de homicídio  para saber se ele tem passagem pela Polícia nos Estados de Alagoas e Pernambuco.Já há informações que o acusado de assassinar Belezinha cumpriu pena por estupro no estado de Pernambuco.

Jacquelline Oliveira