Três cariocas começaram a rodada dependendo das próprias forças para se classificarem à Copa Libertadores de 2018. Mas apenas Flamengo e Vasco fizeram as suas partes e estarão no principal torneio do continente no ano que vem – o rubro-negro conseguiu a classificação direta para a fase de grupos. O Botafogo, por sua vez, apenas empatou com o Cruzeiro e perdeu a vaga no G-8 para a Chapecoense. E o Fluminense ficou com a última vaga da Copa Sul-Americana.

O Flamengo teve o desfecho mais emocionante, já que, até os acréscimos, via o Cruz-maltino ultrapassá-lo na tabela. A partida ruim do rubro-negro começou com falha de Rafael Vaz, que deixou Carlos Eduardo à vontade para finalizar. Na segunda etapa, porém, ele se redimiu e empatou. Coube a Diego encaminhar a vaga direta. No último minuto, o camisa 35 converteu pênalti cometido por Uillian Correia: 2 a 1.

Em São Januário, o Vasco teve vida mais tranquila. Paulinho e Matheus Vital abriram o placar contra a já rebaixada Ponte Preta. Nenê chegou a desperdiçar um pênalti, mas não fez falta. A Macaca até diminuiu com Lucca, também de pênalti, mas foi só: 2 a 1. Apesar de a vaga na fase de grupos ter escapado, foi uma tarde de festa no estádio cruz-maltino.

Já o Botafogo não terá a chance de repetir, no ano que vem, a épica campanha na Libertadores deste ano, encerrada nas quartas de final. O Alvinegro saiu na frente com Brener, mas tomou a virada do Cruzeiro (gols de Thiago Neves e Arrascaeta). Outra promessa, Ezequiel garantiu um 2 a 2 que se provou insuficiente. O empate derrubou para o décimo lugar o time de Jair Ventura, ultrapassado por Chapecoense (em oitavo) e Atlético-MG (nono). O time catarinense beliscou a última vaga confirmada na pré-Libertadores.

Sem grandes pretensões na última rodada do Brasileirão, o Fluminense foi a campo neste domingo, contra o Atlético-GO, no Estádio Olímpico, sonhando em dar ao atacante Henrique Dourado a artilharia isolada do campeonato. O centroavante até tentou, sobretudo no segundo tempo, mas acabou passando em branco — se serve como consolo, os 18 gols do centroavante tricolor ao longo da competição foram o bastante para dividir o posto de melhor marcador com Jô, do Corinthians, que não enfrentou o Sport na Ilha do Retiro.

No fim das contas, o empate em 1 a 1 com o lanterninha do Brasileirão, rebaixado com três rodadas de antecedência, também bastou para que o Fluminense ficasse com a última vaga para a Copa Sul-Americana. A 14ª posição representa um desempenho bem semelhante para o Tricolor ao dos últimos campeonatos, em 2016 e 2015, quando fechou o torneio em 13º.

A luta para fugir do rebaixamento à segunda divisão entregou a emoção que dela se esperava na última rodada do Campeonato Brasileiro. Ao fim das dez partidas, o Coritiba e o Avaí se juntaram a Ponte Preta e Atlético-GO, que já tinham caído, entre os que se despedem da Série A.