A Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds) da Paraíba reforçou o policiamento das divisas com Pernambuco (PE) nesta quinta-feira (21) depois que pelo menos 20 presos fugiram da Penitenciária Barreto Campelo, localizada na Ilha de Itamaracá, Região Metropolitana de Recife, na noite dessa quarta-feira (20). A medida inclui reforço na extensão de toda a divisa e principalmente na área do Litoral Sul paraibano, região de Pitimbu, Caaporã, Pedras de Fogo, Conde e Alhandra.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, afirmou que já se reuniu com os gestores do Comando Regional Metropolitano, na área da 1ª Companhia Independente, sediada em Alhandra, a fim de intensificar as estratégias de trabalho. “Inicialmente nós reforçamos o policiamento com uso dos efetivos das Forças Táticas dessa unidade, com suporte do Batalhão de Operações Especiais (Bope), para estabelecer respostas imediatas, e também Batalhão de Trânsito, por meio da Companhia de Polícia Rodoviária. As agências de Inteligência das Forças de Segurança também estão interligadas para buscar informações que nos conduzam a prisões”, frisou Euller Chaves.

O capitão Kelton Pontes, comandante da 1ª Companhia Independente, com sede em Alhandra, disse que a Polícia Militar desde a quarta-feira à noite instalou pontos de bloqueios, com blitz e ‘checkpoints’ em áreas estratégicas. “Na madrugada de hoje durante nossos pontos de bloqueios prendemos três pessoas que são naturais de Nazaré da Mata (PE). Eles portavam uma arma de fogo e ainda seis munições. Já entramos em contato com o comandante da Companhia da Polícia Militar em Goiana (PE), que está nos atualizando com informações e nos enviou fotografias dos foragidos”, finalizou o capitão.