1

O presidente da Comissão Especial do Impeachment, senador Raimundo Lira (PMSB), revelou que o áudio que resultou na licença forçada do ministro do planejamento Romero Jucá, traz um novo fator imprevisível ao processo de Impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Segundo Lira, “O resultado desta gravação na votação final é imprevisível, pois o processo, além de judicial é politíco, e partir de então há este novo ingrediente”.

Ele lamentou o novo fator, mas disse que o andamento da Comissão não deve ser atrapalhado. “Lamentável que ocorreu esse fato, mas a expectativa é que não vai atrapalhar o andamento da Comissão”, frisou.

O senador ainda revelou que a Comissão continua as discussões a partir desta quarta-feira, no Senado. “Mudamos o calendaário da Comissão, devido a uma reunião no Congresso, e recomeçaremos nesta quarta às 11h”, completou.