6

Deflagrada em 2014 pela Polícia Federal (PF) para investigar lavagem e desvios de dinheiro na Petrobras, a Operação Lava Jato virou enredo para um filme pornô. A produção, de 96 minutos, foi lançada ontem (12) pela maior produtora de gênero no país, a Brasileirinhas. O lançamento se deu no mesmo dia em que Dilma Rousseff foi afastada da Presidência e Michel Temer assumiu como presidente interino depois da votação pela admissibilidade do impeachment no Senado. O filme “Operação Leva Jato” é dirigido por Gil Benzadon.

O elenco interpreta delatores, agentes federais e investigados em cenários que remetem às operações realizadas pela PF e às trocas de propinas entre empresários, políticos e agentes públicos na vida real.

Com cenas de sexo explícito, o filme foi gravado em tecnologia 4k, qualidade quatro vezes superior que a Full HD. Em uma delas, a personagem espera o pagamento da propina que será feita por um “deputado”. O ator pornô que interpreta o político, então, chega com um saco de lixo cheio de dinheiro