Operação desencadeada pelo Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), neste domingo (17), resultou na apreensão de seis armas de fogo. A intervenção ocorreu na região do Cariri do Estado.

Segundo o major Cristóvão Lucas, comandante do BPMA, o objetivo foi coibir a ação de caçadores que agem principalmente nas cidades de São José dos Cordeiros e Livramento.

Foram localizadas quatro espingardas de calibre indefinido, uma de calibre 32 e outra de calibre 28. Além disso, três pessoas foram detidas.

O resultado foi a prisão de três homens e a apreensão de seis armas de fogo, do tipo espingarda, sendo quatro delas de calibre indefinido, uma de calibre 32 e outra de calibre 28. Segundo o major Lucas, comandante do BPAmb, há informes que alguns caçadores vêm atuando intensamente no Cariri, sobretudo abatendo arribaçãs, tatus e preás, configurando crime ambiental previsto no artigo 29 da lei 9.605/98 – Lei dos Crimes Ambientais.

A pena nestes casos, é de seis meses a um ano de detenção, além da multa que é de R$ 500 por animal abatido. Contudo, durante a operação nenhum animal foi encontrado com os homens que estavam com as armas. Os três foram autuados pelo crime de posse ilegal de arma de fogo na delegacia de polícia da cidade de Soledade.