Salario Minimo 2014Em entrevista ao programa ’27 Segundos’ da RCTV (canal 27 da Net digital), na noite desta quarta-feira (28), o secretário de Gestão, Planejamento e Finanças, Tárcio Handel Pessoa, assegurou que o estado volta a pagar aos servidores dentro do mês trabalhado a partir de fevereiro. Ele negou atraso no pagamento referente ao mês de janeiro. Tárcio disse que a data base só foi definida no dia 26 último e, por isso, a folha só será liberada entre os dias 1º e 2 de fevereiro.

Tárcio criticou setores da oposição, por  “especularem” sobre uma crise financeira do governo. “Dizer que estado atrasou o pagamento é querer brincar com a inteligência da população. A gente pagou em dezembro quase R$ 800 mil de folha, ao longo de 30 dias. Viramos o ano com recursos em caixa. Temos hoje em caixa como pagar duas folhas”, afirmou. A folha de pessoal do Estado hoje é de quase R$ 300 milhões.

Ainda sobre os salários, Tárcio antecipou que no próximo mês, os servidores receberão também o pagamento referente a fevereiro. A declaração foi exclusiva para a ‘Segunda Tela do 27 Segundos’ (disponível nas redes sociais da RCTV). “Pagar dentro do mês trabalhado é causa pétrea para o governo”, assegurou.

O secretário de Planejamento explicou que o orçamento é de R$ 11,2 bilhões. A receita operacional líquida do estado gira em torno de R$ 7,2 bilhões, segundo Tárcio. “É o que temos disponível para aplicação das atividades do estado, entre seus diversos Poderes. De duodécimo, pagamento de precatórios, serviços de dívidas e outras obrigações vão quase R$ 2,5 bilhões. Dos R$ 5 bi que sobram, quase R$ 3,5 bilhões são para pagamento de folha de pessoal de todos os Poderes. Resta aí em torno de R$ 1,5 bilhão para os investimentos durante todo ano”, detalhou.

Na entrevista ao ’27 Segundos’ (que você  conferir em vídeo postado abaixo), Tárcio detalha percentuais concedidos a algumas categorias de servidores. E garante que trabalha para o piso dos docentes dobrar até o final da atual gestão. “Vamos dar aumento de 50% sobre a bolsa desempenho do pessoal do Fisco. No ano passado foram pagos R$ 8,5 milhões. Vamos discutir remuneração po resultados. Não cabe, dentro de um estado com inúmeras carências, debater aumento acima do que pode ser oferecido”, observou.

Segundo os números do secretário, houve incremento de R$ 14 milhões na folha de pessoal do estado. Dos 110 mil, 80 mil servidores tiveram algum tipo de reajuste. “Temos a consciência que em torno de 26 mil não foram beneficiados”, disse.

Tárcio alfinetou o ex-governador Cássio Cunha Lima ao lembrar que o estado já chegou a 57% da receita corrente líquida comprometidos com a folha de pessoal do Executivo. “Esse estado já assistiu governante obrigar a servidor a pedir empréstimo em banco para pagar seus próprios salários”, citou.