A Justiça Eleitoral absolveu o Ex-Vice-Prefeito do município de Sumé, (João Pereira) por falta de provas. Nas eleições estaduais de 2014, João Pereira foi denunciado por distribuição de material de campanha no dia da eleição.

Na oportunidade mesmo sem nenhuma comprovação da prática do crime, João Pereira chegou a ser encaminhado para a Delegacia de Polícia para prestar esclarecimentos e um processo foi instaurado na Justiça Eleitoral com finalidade de condenar o mesmo.

No entanto, mais de um ano após o acontecido a Justiça acatou a defesa feita pelo Advogado Dr. J.Júnior e entendeu que João Pereira era realmente inocente, pois não havia provas do que foi denunciado.

Para o Advogado Dr. J.Júnior tudo o que foi feito com João Pereira foi um absurdo, pois em nenhum momento havia elementos suficientes para incriminar o mesmo, inclusive o Juiz Eleitoral afirmou na sentença que os indícios eram muito frágeis não havendo qualquer certeza quanto a Denúncia. Portanto, não havia outra alternativa se não a absolvição do ex-Vice-Prefeito. Disse J.Júnior.

Para João Pereira o fato se deu mais uma vez por perseguição política, de acordo com ele a vontade de seus adversários políticos é tentar denegrir a sua imagem a todo momento lhe atribuindo fatos inverídicos, caluniosos e difamatórios, porém a todo instante eles são desmascarados pela Justiça e um dia veremos Sumé livre dessas pessoas que não aceitam a verdade, a democracia e a Justiça. Finalizou João Pereira.