O vice-prefeito de Camalaú, Ezequiel Sóstenes (Kiel), esteve ao lado do Agrônomo Marden de Sousa e de mais três alunas do nosso Projeto Ambiental (Jheniffer, Jéssica e Valdilene), participando do I Simpósio Paraibano de Umbu que aconteceu no Instituto Nacional do Semiárido em Campina Grande-PB.

 

No evento, a representação camalauense acompanhou de perto o que há de mais atual na ciência quanto ao processo de produção e de beneficiamento da cadeia produtiva do Umbu, além de conhecer as experiências exitosas dos municípios de Uauá, Manoel Vitorino e de Vitória da Conquista, ambos na Bahia, com destaque para o trabalho das Cooperativas COOPERCUC e COOPROAF. Ainda estiveram presentes várias instituições como: INSA, UFPB, EMEPA, EMATER, INTERPA, UFCG, PEASA, CONAB, EMBRAPA.

“Compreender que a “Árvore Sagrada do Sertão”, exclusiva do Brasil, hoje tem visibilidade internacional e que já movimento mais de sete milhões de reais por ano, é perceber o grande potencial que temos para desenvolver lavouras de frutíferas nativas sustentáveis, a exemplo do Umbuzeiro, planta que pode produzir até 300kg de frutos por ano (durante 100 anos em média), com espécies que podem atingir um fruto de até 180g e atingir o valor de R$ 120,00/Kg”, ressaltou o vice-prefeito Kiel.

 

Kiel disse que pensando nesta oportunidade econômica, foram estabelecidas parcerias de difusão de conhecimento e intercâmbio entre os produtores rurais de Camalaú e de outras regiões do país, afim de, a longa prazo, vislumbrar perspectivas de desenvolvimento socioeconômico na região por meio da produção rural. ()

 

CARIRI EM AÇÃO