rrr

Asfixia foi a causa da morte das quatro pessoas durante a limpeza de um poço em Barra de São Miguel, no Cariri paraibano. A tragédia aconteceu na tarde da última quinta-feira (12). O resultado do exame cadavérico foi confirmado pelo Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande, nesta sexta-feira (13).

O laudo final deve sair nos próximos 30 dias, e poderá confirmar o que causou essa asfixia. O Corpo de Bombeiros acredita que foram gases tóxicos.

De acordo com o diretor do Numol, Márcio Leandro, o exame cadavérico aponta para asfixia. “Solicitamos exames complementares para que possamos determinar a causa dessa asfixia e poder concluir o laudo. Apontamos a causa da morte como ‘Asfixia – a definir’. Precisamos saber como essa asfixia ocorreu, se foi por falta de oxigênio tendo em vista que o local era apertado, ou se havia a concentração de gases dentro do poço. Colhemos material do pulmão e sanguíneo das vítimas e periciamos o local. Ainda não podemos afirmar se houve intoxicação por gases”, explicou.

Os corpos já foram liberados pelo Numol. Em até 30 dias está prevista a conclusão do laudo com as causas das mortes.

 

Com MaisPB